04/08/15

© Harry Callahan


Se o homem perdeu a crença na imortalidade, qual é então o valor que a substitui?, perguntou Mário. A liberdade, respondi. 


António Ramos Rosa, in Tenho dó das estrelas - Prosas seguidas de diálogos

1 comentário:

  1. Não se pode substituir a imortalidade por uma ilusão, alguém que diga que é livre ilude-se

    ResponderEliminar